Visita ao museu da republica – Unidade américas

Vivendo a história do Brasil: uma visita ao museu da republica
– A9 – Unidade américas 

O Brasil Imperial e Republicano entre vestígios e histórias

Uma aula de História diferente. Essa foi a proposta da visita ao Museu da República. Esse importante espaço de memória e história reúne aspectos essenciais da história política e social do Brasil Império e Republicano. Também conhecido como Palácio do Catete, o local serviu de residência para o Barão de Nova Friburgo e sua família, entre 1866 e 1890, e, também, para diferentes presidentes republicanos entre 1897 e 1960.

Já na entrada, os alunos tiveram a oportunidade de conhecer o jardim histórico, projeto de 1896, executado pelo paisagista Paul Villon. A princípio projetado para a apreciação dos presidentes da República, seus familiares e convidados, desde a criação do museu, em 1960, o local tornou-se um ponto de encontro, lazer e atividades culturais para os moradores do bairro do Catete e do Rio de Janeiro.

Se as exposições, quadros, cômodos e mobiliários despertaram o interesse dos alunos, o ápice da visita aconteceu no terceiro pavimento do prédio, onde se localizam os aposentos do presidente Getúlio Vargas, que nesse mesmo espaço cometeu suicídio em 24 de agosto de 1954. Nele, a carta testamento e o pijama do fatídico dia, puderam remontar ao contexto de crise maior passado pelo presidente e pelo Brasil no início da década de 1950, de forma a traduzir diferentes temas analisados e discutidos durante as aulas.

No final da visita, reforçou-se a noção de que as aulas de história podem e devem ir além da sala de aula, a partir do reconhecimento e da vivência de seus diferentes aspectos em espaços consagrados à memória e a preservação do passado de nosso país, tais como o Museu da República.

 [Not a valid template]

Colégio Bahiense